segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Stairway to Hell: Twin Peaks em Dylan Dog

Dylan Cooper


Tive o prazer de ler a HQ Réquiem do Medo traduzida, letreirada, editada e postada pelo parceiro Roberto  Lissaraça e, ali, me deparei com elementos da opus magnum da dupla Mark Frost e David Lynch. Por isso é bom sempre prestar atenção em minúcias, nas entrelinhas, durante a leitura, por mais descompromissada que se nos aparente.

Na trama, o detetive é contratado por uma habitante de Port Frost, na costa de Escócia, no afã de tentar encontrar Molly MacLachlan, sua melhor amiga. No pequeno vilarejo de pescadores, DyD se depara com superstições, casos insólitos e velhas lendas sobre a estrutura Giant's Causeway, a escadaria de pedras utilizada por Led Zeppelin na capa de Houses of the Holy. Aí, há a primeira "artimanha" do roteirista Francesco D’Erminio: esse estranho calçadão situa-se, na verdade, no condado de Antrim, Irlanda do Norte. E Twin Peaks está no fato de que Molly possui o mesmo sobrenome do ator Kyle MacLachlan, intérprete do agente Dale Cooper. E, assim como Laura Palmer, ela se mostrava uma boa garota voltada a trabalhos de relevância social mas, ao cair da noite, encarnava uma rameira sem limites. E sua amiga, a contratante Fiona Fenn, poderia bem ser Ronnete Pulaski, parceira de vida louca. Além disso, Fenn é o mesmo sobrenome de Sherilyn, a atriz que deu corpo (baita corpaço), a Laura Palmer. Precisa de mais?

Outro ponto em comum: mais à frente, descobrimos que o pai de Molly a matou pelas mesmas razões que Leland Palmer ceifou a vida de sua filha. Entrego este spoiler porque é irrelevante ao enredo da HQ. E os demônios também habitam a cidadela, na trama de Dylan Dog. No caso, não num Black Lodge encravado em meio ao bosque; mas, sim, no inferno. Sim, a escadaria de pedras daria acesso ao inferno. E isso, claro, também nos remete a canção Stairway to Heaven da mesma Led Zeppelin.

Por fim, neste manancial de referências, destaco que, obviamente, Port Frost é uma justa homenagem a Mark Frost.

No final da trama, em meio a desespero e esperança (embarcação náufraga denominada Hope), o onírico novamente nos arrebata e o próprio investigatore dell'incubo não consegue mais afirma se está realmente vivo. É como o "sonho dentro de outro sonho" vivido por outro famoso investigador de pesadelos: o Dale Cooper de Twin Peaks.

Achei interessante tecer esses paralelos entre as obras porque, embora escancarados por Francesco D’Erminio mediante dezenas de pistas, muitos passam batido, acaso desconheçam a mítica de Twin Peaks. Quando puderem, confiram a HQ. Valerá cada minuto de seu tempo.

Abraços medrosos e até a próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O comentário aqui é anônimo e não moderado. Contudo, pense bem se vale a pena perder seu tempo postando alguma ofensa gratuita.